4 sinais de que sua empresa poderia estar economizando mais com a realização de acordos judiciais

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Acordos judiciais

4 sinais de que sua empresa poderia estar economizando mais com a realização de acordos judiciais

Os acordos judiciais podem ser uma excelente via nas empresas para buscar economia e reduzir o passivo.

 

Com a pandemia, as metas para realização de acordos tornaram-se mais desafiadoras e a pressão das Diretorias aumentou para o encerramento mais breve dos processos, já que estes representam custos significativos para as empresas.

 

Com essa nova demanda, o Departamento Jurídico e o escritório terceirizado que atende a carteira se depararam com alguns problemas comuns.

 

Problemas comuns:

  • Pouco foco em fazer acordos judiciais: a equipe está mais concentrada nos prazos e demandas do dia a dia;
  • Menor habilidade em negociação: a maioria não possui a capacitação adequada para conduzir acordos, o que exige uma boa dose de entendimento sobre técnicas de negociação capazes de conduzir partes conflitantes para um consenso;
  • Deficiência processual: não existem procedimentos específicos desenhados capazes de trazer um resultado significativo em curto período de tempo.

 

Se você identifica um ou mais dos problemas acima em sua operação, isso pode estar conduzindo a uma baixa performance na realização de acordos judiciais.

 

Sinais de que sua empresa não está alcançando boa performance na realização de acordos judiciais

Se os problemas acima existem, é muito provável que sua empresa não esteja operando acordos da melhor maneira e, por isso, pode estar deixando de economizar.

 

Confira a seguir 04 sinais que indicam que sua empresa pode estar deixando de economizar e reduzir o passivo de forma mais célere:

 

1 – A empresa tem ciência que tem uma quantidade de processos com chance remota de êxito, mas insiste em adiar o processo o máximo que puder.

Existem alguns momentos processuais que são ideais para a realização de bons acordos judiciais, conhecê-los e buscar o fechamento nessa fase pode ser crucial para gerar mais economia.

 

2 – Já na elaboração da defesa, a empresa tem ciência que alguns pedidos do Autor serão perdidos com certeza.

O melhor momento para alcançar um bom deságio é na audiência inicial, o Autor ainda não tem noção de valores e se sente assistido pela empresa.

 

Quero melhorar a performance em acordos na minha empresa.

 

3 – Todo o valor provisionado para os processos com chance de êxito remota é usado.

Com um bom trabalho focado em acordos e com equipe especializada é possível alcançar reduções médias de 40% do valor provisionado pela empresa!

 

4 – A empresa não consegue obter êxitos por acordos judiciais e não conta com essa economia.

Para a realização de bons acordos é importante:

  • Realizar uma boa análise do processo para identificar a viabilidade do acordo;
  • Analisar detidamente os cálculos;
  • Elaborar uma boa estratégia de abordagem com o advogado do Autor.

 

Não se trata apenas de ligar e oferecer valores. É fundamental que tenhamos uma estratégia de negociação baseada nas premissas alinhadas com a empresa.

 

E então? Identificou algum desses sinais na sua empresa?

 

Acesse o e-book que preparamos com 04 estratégias para aumentar o saving por processo na sua empresa.

O caminho da conciliação pode ser muito mais produtivo e econômico na maioria dos casos. Por mais que isso seja de amplo conhecimento e até mesmo desejado pelas empresas, a falta de uma condução especializada e focada no alcance dessas metas pode prejudicar significativamente a performance.

 

Esperamos que esses sinais te ajudem a refletir sobre essa estratégia na sua empresa!

 

Paula Zarife

Trabalhista
Previdenciário
Diversos
Compliance e Proteção de Dados